Vamos nos cuidar, pois o surto de dengue esta aí e a preocupação é de todos, fomos a caça de algumas receitinhas naturais para a tão noticiada “Dengue”, cada um de nós conhecemos alguém que pegou ou está com a doença e isto muito nos preocupa. Vamos nos prevenir usando repelente, dizem que ajuda muito. A comunidade toda tem de usar, como num mutirão. Não forneça sangue para o Aedes Aegypti!

Repelente Natural

* 1/2 litro de álcool (500 ml);
* 1 pacote de cravo da Índia (10 gramas);
* 1 vidro de óleo de nenê (100 ml);

Preparo:

Deixe o cravo curtindo no álcool uns 4 dias agitando, cedo e de tarde; Depois coloque o óleo corporal (pode ser de amêndoas, camomila, erva-doce, aloe vera). Passe só uma gota no braço e pernas e o mosquito foge do cômodo. O cravo espanta formigas da cozinha e dos eletrônicos, espanta as pulgas e os piolhos dos animais. O repelente evita que o mosquito sugue o sangue, assim, ele não consegue maturar os ovos e atrapalha a postura, vai diminuindo a proliferação. Este repelente caseiro só é contra indicado para indivíduos com alergia ao cravo-da-índia e para crianças com menos de 3 anos de idade. Estas medidas de controle do mosquito Aedes Aegypti servem para evitar a dengue e a febre amarela porque estas duas doenças são causadas pelo mesmo mosquito. Caso já esteja com dengue, beba um chá quente de limão, sempre que necessário, e muito suco de laranja natural, sem açúcar. Também beba suco de acerola, ou uma colher de sopa de limão espremido na hora. Durante esse tempo, prefira caldos e sopas em vez de alimentos sólidos. A alimentação adequada, a tranquilidade do paciente e o repouso devem ser observados com atenção.

combate-a-dengue                           

Tratamentos naturais!

O Inhame: esse tubérculo muito consumido em nosso país, possuidor de diversas propriedades, entre elas a de proteger o sistema imunológico, é usado para a prevenção e tratamento da dengue, apesar de estudos conclusivos ainda não terem sido apresentados. Isto porque, possui enzimas que neutralizariam imediatamente a ação do vetor no sangue, impedindo que o vírus se espalhasse pelo corpo. Mesmo sem confirmação científica, o inhame faz muito bem à saúde, portanto vale a pena tentar esse recurso! Comer inhame uma vez por dia contribui para a recuperação do doente. Após a recuperação, deve-se continuar comendo inhame para eliminar os resíduos que ficaram no sangue e diminuir os efeitos de uma recaída. Alguns chás medicinais também tem excelente efeito, como:  utilizar três colheres de sopa das seguintes ervas picadas – alecrim, folhas de mangueira, eucalipto e sálvia, colocar essas três colheres das ervas em um litro de água fervente e tomar de 2 a 3 xícaras ao dia, com 15 gotas de própolis.  Chá de mil-em-rama, sabugueiro e hortelã, da mesma maneira que o anterior. O doutor Radjalma Cabral de Lima, que trabalha na Secretaria de Saúde do Acre desde 1999, relata a sua bem sucedida experiência no uso do chá do cravo de defunto no tratamento da dengue. O chá das flores ou folhas do cravo de defunto é usado na medicina popular contra angina, tosse, como antiespasmódico, anti-reumático e contra cólicas uterinas. A todos os pacientes que apresentavam dor muscular ou articular generalizada, com febre, independentemente do diagnóstico, orientei à enfermagem “perplexa” que ministrasse goles do chá ainda morno, ao mesmo tempo em que solicitei que a cozinheira continuasse preparando mais chá, conforme a necessidade.  Todos ficaram ainda mais perplexos quando, após as duas primeiras horas de atendimento, as pessoas já não apresentavam queixas. O Dr. Radjalma recomenda 10 folhas compostas em um litro de água nos casos mais simples e 10 folhas em meio litro de água nos casos graves. Melhores resultados são obtidos com o chá morno tomado aos goles seguidamente até o desaparecimento dos sintomas, o que não tem ultrapassado 2 horas. O cravo amarelo apresenta tons variados chegando ao dourado. Suas folhas são compostas, com cheiro inconfundível, muito utilizado para afugentar moscas em velórios, fato que lhe valeu o apelido de “Cravo de Defunto”.

Veja como fazer o repelente: https://www.youtube.com/embed/bbzdiCMTzRw

Consulte o seu médico até para saber se o que você tem é mesmo dengue. Lembre-se, também, que tomar remédio por conta própria pode mascarar os sintomas da doença e dificultar o correto diagnóstico.

“Levantemos para o dia e sejamos gratos. Porque se nós não aprendermos muito hoje, pelo menos aprenderemos um pouco, e se não aprendermos um pouco, pelo menos nós não ficaremos doentes, e se ficarmos doentes, pelo menos não morreremos. Então, sejamos todos gratos.”                                                                                                                                                       Buda

ASSINATURA BLOG

Dicas naturais para combater a Dengue!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *